Manifiesto do Partido da Família no Nepal

O presente manifesto é um rascunho com base no "Partido da Família", o partido que levou Ek Nath Dhakal ao cargo de deputado nacional, e atualmente como Ministro do Gabinete Nacional em Nepal, tal como é possível verificar pelo site;

http://www.uk.upf.org/index.php?option=com_content&view=article&id=536:nepalese-ongoing-peace-process-prospects-and-challenges&catid=36:peace-and-development&Itemid=58, é composto por 36 pontos principais, mas desta vez, vamos ver os primeiros 27. Agradecemos ao sr. Ricardo de Sena  que disponibilizou o conteúdo original.


Manifiesto do Partido da Família no Nepal

PRIMEIRA PARTE

 

1. FILOSOFIA DO PFN

Também cremos que a família é o modelo do bom governo e a pedra angular da sociedade e da nação. O personagem mais importante cultivado na família é o coração que se deve viver para os outros mais que para nós próprios. Líderes da comunidade e o governo deveriam ter o coração de pai para com seus eleitores. Desta maneira, o valor e a legitimidade de todo governo se baseia em sua capacidade de servir seu povo. O PFN promove a paz, o amor e a não violência. Não pode haver tolerância ou justificativa da violência não provocada.

2. VISÃO DA ESTRUTURA DO ESTADO

A estrutura da nova nação deve basear-se em princípios fundamentais, entre eles: 1) a integridade da unidade, a soberania e a integridade do Estado não são negociáveis, 2) a transformação do Estado deve seguir acompanhada da transformação dos indivíduos, e 3) , o órgão reitor deve ser representativo de todos os setores, inclusivo e democrático. Harmoniosas relações humanas baseadas no modelo familiar facilitam a comunicação e a cooperações eficazes, além do mais estabelecer políticas de transparência, vivendo pela integração do império da lei e integração social em todos os níveis. O PFN favorece e impulsiona um sistema parlamentar de governo, onde deveria haver duas partes básicas, o partido governante e a oposição, o que permite uma maior rendição de contas do governante e uma voz mais representativa da população.

 

3. PROPOSTA BÁSICA PARA A NOVA CONSTITUIÇÃO

Além dos poderes legislativo, judicial e executivo do governo, o NFP propõe dois ramos adicionais: um para propor o projeto e administração de um exame de serviço civil é necessária para todas as pessoas que buscam um cargo público, e uma segunda que age como um defensor do povo que tem o poder de destituir  funcionários públicos que estão em violação das regras do país. O primeiro ramo ajudaria o processo para garantir o mais alto nível das pessoas  de ter o  privilégio de governar a nação de uma forma objetiva  eficaz, independente . Também teria a responsabilidade de educar os legisladores, uma vez eleitos, nos termos das regras de conduta, a história da nação, e os direitos e as responsabilidades de um membro do Parlamento. A segunda seria permitir a continuação de um processo suave de governo, enquanto a resolução de reclamações ou denúncias e ajudar a garantir que os veredictos são sem preconceito ou favoritismo.

 

4. METODOLOGIA PARA A IMPLEMENTAÇÃO DO MILLENNIUM

A maioria dos objetivos essenciais se cumpram com a clareza da mente e da profundidade de convicção para se concentrar no bem comum, com a disposição de sacrificar-se pelo bem público. Usando o corpo humano como um modelo, precisa-se de duas coisas: 1) a força da mente, juntamente com, 2) um corpo saudável e forte. Em primeiro lugar, os programas têm que ser bem pensado, usar as melhores cabeças do país que trabalham em colaboração uns com os outros para o bem-estar coletivo da nação. Em segundo lugar, o estado da tecnologia mais avançada e uma equipe composta por uma mão de obra qualificada que deve ser treinada e pague-se um salário respeitável. Em essência, a mão de obra qualificada é tão essencial como gerentes de produção para a efetiva implementação de qualquer projeto. Com estes dois elementos trabalhando juntos em harmonia para o bem coletivo da nação, em seguida, o desenvolvimento nacional é assegurada.

 

5. VISÃO DA MONARQUIA E REPÚBLICA

Historicamente, a monarquia tem sido uma força unificadora para a nação. Hoje em dia, contudo, é considerado como tendo um papel muito limitada e aos olhos de muitos como um obstáculo ao desenvolvimento nacional. No entanto, existe uma maneira certa para decidir o destino da própria instituição. Na verdade, a decisão sobre o processo para determinar o destino da monarquia foi acordado. Esta responsabilidade é dada aos membros da assembleia constituinte em primeiro lugar. Apoiamos esse processo. Em qualquer caso, é importante que todos os setores da população estejam representados no novo governo, como a NFP é a criação de um governo que seja inclusivo e que adere ao devido processo legal. O uso indevido da instituição da monarquia, onde a riqueza de uns poucos foi desproporcionada e desconectado da pobreza e do sofrimento das pessoas é um fato histórico. A causa, porém, não era a instituição em si, mas o uso ilimitado e sem controle do poder no bem-estar da família (neste caso, a família real) foi colocada acima dos interesses nacionais. O impulso para a mudança agora, que não estava presente no passado, é o poder público de responsabilidade, o poder da própria democracia. Acreditamos no poder da democracia para a mudança social. A posição do rei e da rainha é o de pai da nação. E a natureza de um bom pai é viver para o sacrifício, até a sua própria vida, para o bem de seus filhos. Portanto, a proposta de Assembleia Constituinte NFP insta a monarquia se arrepender publicamente os erros do passado de omissão e comissão, e demonstrar ter substancialmente os interesses da nação acima de si mesmos. Deve desfazer-se do poder ilimitado e ser responsável perante a vontade do povo por meio de legislaturas eleitas.

...

O Partido da Família é uma visão a ser aplicada na sociedade humana que tem como base o Ideal de Deus revelado pelo Rev. Dr. Sun Myung Moon

https://www.au.org/church-state/may-2003-church-state/people-events/sun-myung-moon-forms-new-political-party-to-merge

 

Continue a leitura na Segunda Parte.

 

 

Conteúdo extraído e traduzido da seguinte página;

http://unificacionistas.wordpress.com/2013/04/16/manifiesto-del-partido-de-la-familia-de-nepal/

Manifiesto do Partido da Família no Nepal

 

O presente manifesto é um rascunho com base no "Partido da Família", o partido que levou Ek Nath Dhakal ao cargo de deputado nacional, e atualmente como Ministro do Gabinete Nacional em Nepal, tal como é possível verificar pelo site; http://www.uk.upf.org/index.php?option=com_content&view=article&id=536:nepalese-ongoing-peace-process-prospects-and-challenges&catid=36:peace-and-development&Itemid=58, é composto por 36 pontos principais, mas desta vez, vamos ver os primeiros 27. Agradecemos ao sr. Ricardo de Sena  que disponibilizou o conteúdo original. 

 

SEGUNDA PARTE

 

6. VISÃO SOBRE AS RELIGIÕES

Nepal deveria ser um estado não sectário. Ao mesmo tempo, o governo deve respeitar o percentual considerável da população em que a religião desempenha um papel importante. Também é preciso reconhecer a tradição de paz na história do Nepal, em que as religiões têm coexistido na tolerância e respeito mútuo. Se aproveitado, o papel da religião pode ser uma força positiva para promover a paz, a tolerância, o respeito pelo meio ambiente e os valores da tradição familiar. A possibilidade de institucionalização de um representante do conselho religioso de todas as religiões, e na proporção das percentagens demográficas das religiões no povo do Nepal deve ser deixada para o consenso da nova assembleia constituinte.

 

7.  VISÃO DE LIBERDADE E DIREITOS HUMANOS

Liberdade e os direitos humanos são um lado da mesma moeda, o outro lado da moeda é a responsabilidade. O desenvolvimento humano substancial requer que se promova o entendimento de que é consistente com o valor de viver  para o bem dos outros em todos os níveis da sociedade. Como vidas individuais que vivem para o bem da família, que a família também viva para o bem da comunidade, e que a comunidade viva para o bem da nação.

 

8. IGUALDADE PERANTE A LEI

Todas as pessoas devem ser tratadas iguais perante a lei. Ao mesmo tempo, a implementação e aplicação da lei deve ser feita de maneira sensível, significativo e benéfico para os cidadãos e para a nação.

 

9.  POLÍTICA EXTERNA

Nepal deve manter uma política nacional baseada no princípio de que todos os Estados-Membros são parte da mesma família global, todos colocando o bem-estar nacional, no auge de sua política. Ele deve trabalhar em cooperação com as Nações Unidas e outras nações. Além disso, procurará estabelecer boas relações com todos os países, enquanto a ênfase na manutenção e desenvolver ainda mais as relações de amizade com todos os seus vizinhos.

 

10. POLÍTICA ECONÔMICA

O Partido da Família do Nepal promove uma economia livre com supervisão do governamental razoável e necessário para o propósito de manter todos em torno do desenvolvimento nacional, especialmente na busca da elevação dos setores marginalizados da sociedade. Para atrair o investimento nacional e estrangeiro, deve ter uma economia estável, responsável e transparente. O objetivo final da política econômica é responsabilidade fiscal com o objetivo de coprosperidade para todos os cidadãos do Nepal. As políticas fiscais devem ter em conta as necessidades dos sectores mais desfavorecidos da população.

 

O Partido da Família é uma visão a ser aplicada na sociedade humana que tem como base o Ideal de Deus revelado pelo Rev. Dr. Sun Myung Moon

https://www.au.org/church-state/may-2003-church-state/people-events/sun-myung-moon-forms-new-political-party-to-merge

 

Continue a leitura na terceira parte

 

Conteúdo extraído e traduzido da seguinte página;

http://unificacionistas.wordpress.com/2013/04/16/manifiesto-del-partido-de-la-familia-de-nepal/